Imagem ilustrativa

As vendas de veículos no estado catarinense seguem crescendo. Conforme a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores de Santa Catarina (Fenabrave-SC), entidade que representa cerca de 600 Concessionários de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), o total de emplacamentos no acumulado deste ano, janeiro a setembro, representa incremento de 19,77% comparado ao mesmo período do ano passado, considerando 133.433 unidades, contra 111.412 unidades comercializadas.

Em relação a setembro do ano passado, quando 12.994 unidades foram vendidas, a alta foi de 10,14%, pois em setembro deste ano foram registradas 14.311 novas unidades emplacadas. Entretanto, quando comparado com agosto deste ano, este volume representa queda de 15,79%, explicada pelos quatro dias úteis a menos (em setembro foram 19 dias, contra os 23 dias de agosto).

Nos segmentos de automóveis e de comerciais leves, o viés de alta segue mantido, apresentando, no acumulado dos nove primeiros meses, crescimento de 17,04%, totalizando 93.688 unidades. Considerando apenas setembro, estes segmentos apresentaram avanço de 8,70%, na comparação com o mesmo mês do ano passado, contudo, retração de 15,10% ante agosto de 2018.

O segmento de motos manteve o ritmo de crescimento, registrou alta de 22,11% nas vendas de janeiro a setembro, que somaram 23.464 unidades, contra o mesmo período do ano passado (19.216 unidades). Na comparação de setembro deste ano com o do ano passado, o acréscimo foi de 14,68%. No entanto, setembro comparado com agosto de 2018, a retração foi de 15,57%.

O mercado de caminhões registrou alta significativa, somando 5.075 unidades nos nove primeiros meses deste ano, o que representa 53,83% de avanço sobre os mesmos meses de 2017. Em setembro o segmento somou 578 unidades, representando aumento de 29,02% acima das vendas de setembro de 2017 (448 unidades). Na comparação de setembro e agosto deste ano a queda foi de 15,74%.

Para o Presidente da Fenabrave-SC, Julio Schroeder, o desempenho de setembro foi impactado negativamente por conta da menor quantidade de dias úteis, mas mesmo assim as projeções para este ano se mantém positivas. “Os indicativos econômicos, como os índices de inadimplência, que estão nos melhores patamares desde 2011, e o crescimento, mês a mês, da confiança do consumidor, estão mantendo as expectativas positivas para o mercado neste ano”, comenta Julio Schroeder.

A frota circulante em Santa Catarina em setembro contabilizou 4.971.158 veículos, sendo que a maioria é de automóveis, em um total de 2.845.562.

DESEMPENHO POR REGIÃO

A Região da Grande Florianópolis apresentou acréscimo nas vendas: os emplacamentos de janeiro a setembro de 2018 aumentaram em 12,19% na comparação com o mesmo período do ano passado. No comparativo entre setembro deste ano com o do ano passado, o incremento foi de 2,66%. No entanto, no comparativo de setembro com agosto a retração foi de 20,27%.

A Região Norte também cresceu no acumulado deste ano quando comparado ao mesmo período de 2017 (20,31%), na comparação entre setembro/2018 e setembro/ 2017, o aumento foi de 15,05%. Já na comparação de setembro e agosto/2018 a queda foi de 10,76%.

A Região Oeste também apresentou acréscimo na comparação do acumulado do ano se comparado ao mesmo período do ano passado (21,76%), já no comparativo de setembro deste ano com ano passado a região registrou incremento de 13,84%. Mas na comparação de setembro com agosto do ano corrente, a retração foi de 14,22%.

A Região do Planalto Serrano também apresentou alta nas vendas no comparativo dos nove meses do ano quando comparados com os nove meses do ano passado: 12,72%. A região apresentou leve queda na comparação das vendas de setembro deste ano com setembro do ano passado: 3,86. E também registrou queda na comparação de setembro com agosto do atual ano: 20,92%.

A Região Sul registrou incremento nas vendas na comparação do acumulado deste ano com o do ano passado (16,47%) e no comparativo entre setembro deste ano com o mesmo período do ano passado, o aumento foi de 6,37%. No comparativo de setembro a agosto de 2018, a retração foi de 17,08%.

A Região do Vale do Itajaí foi a região que mais cresceu no comparativo dos dois acumulados 2018/2017: o aumento foi de 27,07%. No comparativo de setembro deste ano com ano passado, o incremento foi de 14,64%. Já na comparação de setembro e agosto deste ano, a queda foi de 15,13%.

Comentários

comentários