Reprodução

Entre as propostas do plano de governo do candidato Gelson Merisio (PSD 55), estão a transparência e o fim das indicações políticas. E antes mesmo do fim das eleições, ela já começa a colocar algumas em prática. Ele anunciou no início da campanha do segundo turno uma equipe de elite para compor a secretaria de Segurança.

O coordenador do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Blumenau e Promotor de Justiça, Odair Tramontin, será o secretário de Segurança, caso Merisio seja eleito. Ao lado dele, para secretário adjunto da Segurança, Merisio chamou Ivan Ziollkowski, delegado da Polícia Federal e um dos chefes da Operação Lava Jato.

“Odair e Ivan são nomes absolutamente técnicos e qualificados para nos ajudar a fazer de Santa Catarina o Estado mais seguro do Brasil. E a composição do secretariado é uma informação importante para a decisão do eleitor”, explica Merisio, que tem a segurança pública como prioridade. Em breve, ele pretende anunciar outros nomes técnicos que irão compor o governo, caso eleito.

Comentários

comentários