Um grande debate sobre potencialidades, investimentos e cases de sucesso na área de turismo nas regiões Oeste e Extremo-Oeste de Santa Catarina. Assim foi o 2º Meeting de Turismo – Gestão e Sustentabilidade promovido ao longo de toda a segunda-feira, 6, pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) na Câmara de Vereadores de São Miguel do Oeste. Mais de 200 pessoas da região ligadas ao segmento participaram das discussões que começaram às 9h e prosseguiram até o final da tarde.

O evento foi aberto por uma apresentação da Orquestra Clave de Sol, de São João do Oeste, e logo depois pelo secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, que, ao longo de cerca de uma hora, falou sobre sua experiência, seus projetos e de sua motivação de atuar no turismo, área na qual sempre teve forte atuação desde os primeiros ano como prefeito de Balneário Camboriú, onde exerceu o mandato em três ocasiões. “Agora na SOL temos o importante apoio do Conselho Estadual de Turismo, um órgão de visão, democrático e que muito bem representa o segmento nas diferentes regiões do Estado”, comentou o secretário.

“Nosso orçamento porém está bem reduzido, mas aí é que estão os nossos grandes desafios, que estamos superando e sendo reconhecidos por Santa Catarina e pelo Brasil”, disse o secretário, observando que hoje o Sul do país, após a campanha do projeto O Sul É Meu Destino, superou o Sudeste brasileiro na preferência de destino dos turistas domésticos, e confiante que os números da próxima alta temporada deverão ser superiores aos do ano anterior. “No turismo é preciso ter atitudes e muitas vezes elas são, inicialmente, impopulares. É preciso decidir fazer e fazer. Inventar e inovar. O turismo é para quem gera empregos e visa lucro”, acrescentou.

Pavan sugeriu maior ousadia aos empresários da região para proporcionar investimentos no setor. Ele enfatizou que o poder público deve incentivar o turismo, mas que os empreendimentos precisariam necessariamente ser administrados pela iniciativa privada. O secreário citou um exemplo da região e fez referência ao Termas São João, que surgiu a partir do poder público, mas que efetivamente passou a funcionar nas mãos da iniciativa privada.

O turno da tarde foi reservado para apresentação de projetos, potencialidades e cases de sucesso na região, entre eles os das Instâncias de Governança Regional (IGR) Caminhos da Fronteira, apresentado pela presidente Maria Zanin; do Vale das Águas, pelo vice-presidente Elói José Líbano; e do Grande Oeste, Ulmara Melania Spanhol. A programação também contou com palestras do secretário adjunto da SOL, Francisco dos Anjos, que falou sobre estruturação turística e da diretora de projetos estruturantes da secretaria, Ana Paula Cardozo dos Santos, que falou sobre a infraestrutura turística no Oeste catarinense. “Foi um grande encontro, muito bom e muito produtivo. Todos os envolvidos e participantes estão de parabéns”, comentou a empresária Maria Zazin, anfitriã do Meeting.

Criadas a partir de 2008, as IGRs têm o objetivo de ampliar a participação da sociedade nos processos decisórios e na gestão da atividade turística, além de servirem como mecanismo para a qualificação e ampliação da oferta turística regional. Cada uma das regiões turísticas do Estado apresenta uma IGR: Grande Florianópolis, Encantos do Sul, Caminho dos Canyons, Serra Catarinense, Vale Europeu, Caminho dos Príncipes, Vale do Contestado, Grande Oeste, Caminhos do Alto Vale, Caminhos da Fronteira, Vale das Águas e Costa Verde e Mar.

O 2º Meeting de Turismo é uma promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com apoio da Agência de Desenvolvimento Regional e da prefeitura de São Miguel do Oeste, a Associação de Municípios do Extremo-Oeste de Santa Catarina (Ameosc), Epagri, Sebrae e das instâncias turísticas do Grande Oeste, Vale das Águas e Caminhos da Fronteira.

Além de empresários e outros profissionais ligados ao setor do turismo da região, também participaram do Meeting lideranças políticas como o prefeito de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan; o vice de Guaraciaba Nego Dorigon; os secretários regionais de São Miguel, Volmir Giumbelli; de Itapiranga, Claudir Larantis; de Dionísio Cerqueira, Norberto Hart; e de Chapecó, Astrit Savaris Tozzo; o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Dionísio, Claudiomiro Pavan e o gerente de Planejamento da ADR de São Miguel, Claudemir Luiz Parmigiani.

Comentários

comentários