• Notícias
More
    Início Notícias Geral Com candidatos definidos, os dois maiores partidos de SC largam empatados na...

    Com candidatos definidos, os dois maiores partidos de SC largam empatados na disputa

    Merisio (PSD) foi quem mais cresceu; Bauer (PSDB) perde intenção de votos

    🕗 Publicado

    em

    - Publicidade -

    NEWSLETTER

    Receba notícias de Santa Catarina todos os dias em seu e-mail.

    Clique em "Assinar", confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.

    Imagem ilustrativa

    O cenário para as próximas eleições começa a ficar mais claro em Santa Catarina. E a intenção dos eleitores também. Uma pesquisa contratada pelo Grupo RIC e pela ADI (Associação dos Diários do Interior) mostra em quem os catarinenses pensam em votar para governador do Estado. O grupo havia publicado outra pesquisa em novembro e os números mudaram nos últimos meses. No cenário mais provável, com Mauro Mariani (MDB), Gelson Merisio (PSD), Décio Lima (PT) e Leonel Camasão (PSOL), os três primeiros aparecem tecnicamente empatados.

    Gelson Merisio, pré-candidato do PSD, foi quem mais cresceu desde a última pesquisa. Em novembro, ele tinha 8%. E agora aparece com 14,5%. E o pessedista mantém-se com a menor taxa de rejeição, fato que já aparecia no outro levantamento. Como é a primeira eleição que Merisio disputa uma majoritária – a eleição para os cargos de governador ou senador -, Merisio tinha o desafio de se apresentar à população e ser mais conhecido fora da sua região de origem, o Oeste catarinense. De forma consistente e constante, ele tem somado mais votos a cada nova pesquisa.

    Na primeira pesquisa, Mauro Mariani e Décio Lima apareciam empatados com 11,6%. Pela margem de erros, eles continuam tecnicamente empatados, Mariani agora com 16,4% e Décio com 14,1%, representando um pequeno aumento nas intenções de votos.

    Em outro cenário, aparece Paulo Bauer (PSDB), que caiu de 29% para 25%. No começo do mês, Bauer virou réu acusado de ter recebido R$ 11,5 milhões em doações não-contabilizadas na campanha a governador de Santa Catarina em 2014. Esse parece ter sido o fato que mais afetou suas intenções de voto. Bauer afirma no entanto que vai continuar na disputa ao governo nesta eleição.

    A pesquisa questionou ainda sobre as intenções de voto para Eduardo Pinho Moreira (MDB), mas que se retirou recentemente da corrida eleitoral e deve apoiar o colega Mauro Mariani.

    Sobre a pesquisa
    A pesquisa foi realizada pela Lupi e Associados – Pesquisa e Marketing, contratada pelo Grupo RIC e pela ADI. Foram ouvidos 1.100 eleitores em sete mesorregiões de Santa Catarina – Grande Florianópolis, Norte, Oeste, Meio Oeste, Planalto Serrano, Vale do Itajaí e Sul -, em 82 municípios, entre os dias 15/06 a 21/06. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada sob o número 05104/2018 no TRE-SC.

    COMPLICOU PARA O TUCANO!O pré-candidato ao governo do Estado é acusado de ter recebido R$ 11,5 milhões em doações não-contabilizadas na campanha a governador de Santa Catarina em 2014.

    Posted by Click Catarina on Friday, June 8, 2018


    COMENTE ABAIXO ⬇