Divulgação

A Defesa Civil municipal esteve na ponte que faz divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, na localidade do São João do Pelotas, onde detectou alguns problemas relevantes em pilares de sustentação da ponte.

Juntamente com a Defesa Civil estadual, municipal, equipe técnica composta por engenheiro foi constatado que existem rachaduras e fissuras na ponte, podendo assim trazer perigo para usuários da via. “Algumas partes da ponte estavam com a armação de aço expostas, além de algumas rachaduras, a equipe técnica não conseguiu verificar a capacidade de carga para o local” explica Clovis de Oliveira, representante da Defesa Civil de São Joaquim.  

Com essa situação na estrutura da ponte, as Defesas Civil de SC e RS foi resolvido limitar o tráfego no local, proibindo a passagem de veículos de carga mais pesados. “Se continuar a passagem de caminhões na ponte como ela está, pode ocasionar mais problemas e afundamentos na estrutura, podendo a mesma sofrer um colapso e as regiões ficarem sem uma ligação”afirma Clovis.

Para quem for passar na ponte, alguns cuidados são necessários, vários avisos foram colocados para que os usuários tomem ciência do perigo no local. As placas estão colocadas em vários locais para alertar sobre o problema. “Os avisos estão em vários pontos da rodovia, peço para que os motoristas não ignorem e tomem muito cuidado na passagem, porque realmente a ponte pode sofre algum colapso vindo a causar prejuízos, inclusive a saúde e segurança dos usuários” finaliza Clovis.

Da mesma forma a Defesa Civil de Bom Jesus RS está colocando os cartazes da proibição de trafego de caminhões pesados na ponte. Veículos leves estão com a passagem liberada, mas com um cuidado redobrado. A Defesa Civil municipal juntamente com a Prefeitura de São Joaquim já encaminharam pedidos ao DEINFRA informando a situação da ponte e aguardam uma posição do órgão.

Comentários

comentários