Solon Soares / Agência AL

Na tarde da última terça-feira, 19.fev.2019, o deputado estadual Dr. Vicente Caropreso (PSDB) avaliou na tribuna da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), a discussão referente a anulação dos decretos assinados pelo governo do Estado no final do ano passado, que determina o aumento da alíquota de ICMS para produtos da cesta básica.

“É compreensível a necessidade do governo do Estado em equilibrar o caixa estadual. Mas, o cenário ideal seria equilibrar a máquina pública por meio do enxugamento de despesas e não da elevação da carga tributária. Isso é bom Senso. Isso é respeito com o cidadão”, enfatizou.

De acordo com o parlamentar, não se pode usar estes decretos como uma solução milagrosa, como uma maneira fácil de engordar os cofres do Estado, e sim, achar uma fórmula para solucionar o problema de caixa sem castigar o setor produtivo e, principalmente, a população. “Os decretos castigam a sociedade pois, vão atingir diretamente a mesa das famílias aumentando o preço dos itens da cesta básica”.

Caropreso pontua que os consumidores terão que pagar mais caro por itens básicos como arroz, feijão, macarrão e pão. Além disso, a onda de aumento de imposto irá atingir duramente o setor produtivo como a indústria têxtil por exemplo, que é uma das áreas que mais emprega no nosso Estado.

Ele ainda afirma que, atualmente, o que se vê no Brasil hoje é uma situação onde os Estados estão endividados e precisando arrecadar mais e a qualquer custo. Na maioria das vezes, mandando a conta para o cidadão. “O governador Moíses, que tem um inédito respaldo popular consagrado nas urnas com 71% da preferência dos catarinenses, têm nos dado sinais de que vai trilhar o caminho correto da redução da máquina pública para aumentar a eficiência do Estado. Estamos aqui para ajudar a resolver esta situação sem prejudicar o cidadão catarinense” finalizou.

Comentários

comentários