More
    Início Vida e estilo Pets & cia "Estado precisa de uma legislação severa contra os maus-tratos aos animais domésticos",...

    “Estado precisa de uma legislação severa contra os maus-tratos aos animais domésticos”, diz deputado

    Discussão reacendeu após a circulação de um vídeo que mostra um cão amarrado no para-choque de um carro sendo puxado pela rodovia, em Timbó

    🕗 Publicado

    em

    - Publicidade -

    NEWSLETTER

    Receba notícias de Santa Catarina todos os dias em seu e-mail.

    Clique em "Assinar", confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.

    Reprodução

    Um vídeo gravado no último fim de semana no Vale do Itajaí tem gerado indignação e tristeza. As cenas mostram um cão amarrado no para-choque de um carro sendo puxado pela rodovia, em Timbó. O caso foi registrado na Polícia Civil e será investigado.

    O presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa, deputado Natalino Lázare, afirma que a Legislação precisa ser severa diante dos casos de maus-tratos, como este apresentado no vídeo, e que Santa Catarina precisa urgentemente de uma política pública para a proteção dos animais domésticos.

    “Está em tramitação na Alesc, um projeto de lei de minha autoria que dispõe sobre a criação do Código Estadual de Proteção aos Animais Domésticos, estabelecendo normas para a proteção dos animais domésticos compatibilizando os aspectos relacionados às políticas públicas, ao desenvolvimento socioeconômico, à saúde pública e meio ambiente. Tenho buscado informações, subsídios, experiências e cases para a criação de legislação e implantação de uma política pública específica e funcional para resolver o problema dos animais domésticos (principalmente cães e gatos) que são abandonados nas ruas e áreas rurais dos municípios catarinenses”, ressalta o deputado Natalino.

    O parlamentar viajou a Blumenau, em agosto do ano passado, para conhecer a experiência bem-sucedida do Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos, o Cepread, que é um case de sucesso em Santa Catarina. “Também realizei uma reunião com representantes de ONGs na região de Videira e quero destacar que sugestões são muito bem-vindas”, afirma.


    COMENTE ABAIXO ⬇