More
    Início Vida e estilo Pets & cia Filhotes de mico-leão-dourado nascem no Beto Carrero World

    Filhotes de mico-leão-dourado nascem no Beto Carrero World

    Os gêmeos vieram ao mundo em 23 de agosto e já se arriscam fora das costas do pai

    🕗 Publicado

    em

    - Publicidade -

    NEWSLETTER

    Receba notícias de Santa Catarina todos os dias em seu e-mail.

    Clique em "Assinar", confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.

    Divulgação

    Dois filhotes de mico-leão-dourado nasceram no Zoo do Beto Carrero World e estão dando seus primeiros pulos por entre cipós e árvores do recinto. Os gêmeos vieram ao mundo em 23 de agosto e já se arriscam fora das costas do pai. A espécie é reproduzida no Beto Carrero World há dois anos, quando o empreendimento iniciou parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

    Pulando desajeitadamente de galho em galho ou aconchegados com o pai, os pequenos encantam os visitantes do Beto Carrero World.

    O mico-leão-dourado é considerado uma espécie em perigo de extinção e é símbolo da conservação da biodiversidade brasileira. Habita as floretas baixas da Mata Atlântica, desde o nível do mar até 300 metros, nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. A gestação do mico-leão-dourado dura aproximadamente 130 dias. O curioso desta espécie é que, após o parto, o macho carrega os filhotes até ganharem independência.

    Trabalho de conservação

    Para os visitantes, o Zoo é um passeio educativo com informações e ambientes que reproduzem habitats. Já para a equipe do Beto Carrero World o trabalho é bem maior, sendo referência na preservação e proteção animal. Desde julho de 2015, o empreendimento faz parte do programa de reprodução em cativeiro do mico-leão-dourado, em parceria com o Instituto Chico Mendes da Biodiversidade – ICMBio.

    “Estamos envolvidos e participando da preservação de uma espécie criticamente ameaçada, portanto, cumprindo um dos papeis mais importantes de zoológicos. Não é só entretenimento, nós também atuamos como centro de conservação de espécies”, explica a bióloga Kátia Cassaro, coordenadora do Zoo Beto Carrero World.

    O programa do ICMBio é um modelo de sucesso na reprodução dos animais sob cuidados humanos e posterior reintrodução no habitat. Só no Beto Carrero World, o casal recebido já reproduziu sete filhotes, que atualmente continuam com os pais no recinto.


    COMENTE ABAIXO ⬇