Imagem ilustrativa

Na manhã desta terça-feira (15), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), em conjunto com a Delegacia Regional de Polícia de Jaraguá do Sul e o 14º Batalhão de Polícia Militar de Santa Catarina, em apoio à instrução de Procedimento Investigativo Criminal da 4ª Promotoria de Justiça de Jaraguá do Sul, deflagrou a segunda fase da operação “Sinal Vermelho” nas cidades de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Corupá, Schoroeder e Massaranduba.

Trata-se de continuidade das investigações de crimes contra Administração Pública envolvendo servidor público e autoescolas da região de Jaraguá do Sul. De acordo com informações preliminares, o servidor recebia das autoescolas investigadas, por seus representantes legais, vantagens indevidas, valores mensais em espécie correspondentes a cada aluno avaliado em exames práticos para obtenção de carteira nacional de habilitação – CNH.

Foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão em residências e autoescolas das cidades de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Corupá, Schroeder e Massaranduba. Durante as diligências ocorreu a apreensão de telefones celulares, equipamentos eletrônicos e documentos relacionados às investigações. Ainda, houve uma prisão em flagrante delito por posse de silenciador de uso exclusivo das forças armadas.

Os materiais apreendidos serão encaminhados para o Instituto Geral de Perícias (IGP) e, posteriormente, analisados por equipe do GAECO. Os investigados serão inquiridos oportunamente e, com a conclusão dos trabalhos, o representante do Ministério Público poderá oferecer denúncia contra os envolvidos, sem prejuízo de medidas administrativas e/ou criminais recaírem sobre as autoescolas.

Como resultado da primeira etapa da operação, realizada em 26 de novembro do ano passado, quatro autoescolas da região estão com as atividades suspensas pelo Departamento de Trânsito de Santa Catarina. O servidor investigado está preso desde aquela data, à disposição do Poder Judiciário Estadual em Jaraguá do Sul.

A operação foi denominada “Sinal Vermelho” em alusão figurada ao comando de parada indicado por referida sinalização de trânsito, na medida em que também é objetivo da investigação estancar a perpetuação de delitos e ilícitos administrativos nas atividades de formação e habilitação de condutores.

O GAECO é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Fazenda Estadual e demais instituições parceiras.

Comentários

comentários