• Notícias
More
    Início Notícias Saúde Nova aeronave reforçará o transporte aeromédico em SC

    Nova aeronave reforçará o transporte aeromédico em SC

    Uma nova aeronave vai reforçar as operações aéreas do Samu e do Corpo de Bombeiros

    🕗 Publicado

    em

    - Publicidade -

    NEWSLETTER

    Receba notícias de Santa Catarina todos os dias em seu e-mail.

    Clique em "Assinar", confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
    CBMSC / Divulgação

    Uma nova aeronave vai reforçar as operações aéreas do Samu e do Corpo de Bombeiros em Santa Catarina. O avião, que será locado pela Secretaria de Estado da Saúde, ampliará e qualificará os atendimentos do Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU). De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, o reforço tem por objetivo aumentar a disponibilidade e a qualidade do serviço.

    “Queremos que o transporte seja mais humanizado, com a possibilidade de transportar um acompanhante, de modo que eles não precisem se deslocar horas pelas estradas com a angústia de desconhecer a situação do seu ente querido”, resume o secretário.

    Outra melhoria com a nova aeronave será a possibilidade de transportar pacientes com doenças infecto-contagiosas, já que as condições de higienização serão aprimoradas: “Não precisaremos mais negar transporte a um paciente nessa condição”, diz o Zeferino.

    Benefícios em relação às aeronaves atuais

    Atualmente, não há mais peças de reposição para a manutenção do Arcanjo-02, fabricado em 1981. Em relação ao Arcanjo-04, o ganho será principalmente em relação à velocidade de cruzeiro e ao espaço interno, atualmente uma limitação para para a acomodar tripulação, equipamentos médicos e o paciente.

    “Com a mudança, será possível, por exemplo, transportar um bebê recém-nascido ao lado da mãe, ou então transportar um paciente com um acompanhante, além de oferecer melhores condições para a equipe de saúde atuar em caso de intercorrência a bordo”, explica o coordenador Médico do Grupo de Resposta Aérea de Urgência, Bruno Quércia Barros.

    Por causa das dificuldades com a manutenção, o Arcanjo-02, que já tem 38 anos de uso, não será mais usado para o transporte de pacientes. O Arcanjo-04, fabricado em 2001, permanece na frota, executando atividades administrativas e operacionais do Corpo de Bombeiros Militar, podendo ser uma alternativa quando a nova aeronave estiver em atendimento.

    As aeronaves de asa fixa, ao contrário dos helicópteros, são utilizadas apenas em situações em que não há urgência para o transporte, ou seja, quando o paciente está estabilizado.

    De acordo com o piloto e capitão do CBMSC Anderson Ciotta, o novo Arcanjo poderá cruzar o estado do litoral ao Oeste em aproximadamente uma hora e meia. “É um ganho significativo em tempo resposta. Além disso, a aeronave será equipada com radar meteorológico, piloto automático e os mais modernos equipamentos de navegação aérea. Vai trazer muito mais conforto e segurança para a equipe e pacientes”, explica Ciotta.

    O processo licitatório para a locação do novo avião está sendo elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde.


    COMENTE ABAIXO ⬇