Divulgação

Uma publicação nas mídias sociais trouxe à tona os sérios riscos de alergia para quem aplica tatuagem de henna. A postagem feita por Marcos Roberto Godinho já atingiu mais de 1500 compartilhamentos.

“Todo respeito a cada trabalhador da praia, mas as autoridades competentes fiquem ligados. Tatuagem de henna feita na praia de Itapema. Vejam como esta o braço de uma criança de 12 anos”, diz Marcos na publicação. Segundo ele, a vítima é gaúcha e já retornou com a família ao estado de origem.

Segundo informações do portal especializado, Proteste, o problema é que, ao contrário da henna natural, que raramente traz complicações, a henna negra pode causar reações alérgicas graves e dermatites de contato, uma inflamação da pele. 

Isso porque contém parafenilenodiamina, uma substância usada para secar a tatuagem rapidamente, colori-la e melhorar sua definição.  

A dermatite pode aparecer imediatamente ou dias após a aplicação, na área tatuada ou em outras partes do corpo. A pele costuma ficar vermelha, a coceira é intensa e formam-se pequenas bolhas que se rompem ao coçar a área afetada, que às vezes fica seca e escamosa. Algumas reações graves exigem intervenção médica urgente ou até hospitalização.

Via Jornal Razão

Comentários

comentários